Nota de repúdio à ação da Prefeitura de Camaragibe contra os funcionários da CPRH
17/10/2018 | 08h:02

 

A diretoria do Sintape vem, por meio desta nota, manifestar seu total repúdio ao ato desrespeitoso praticado pela Prefeitura de Camaragibe contra os companheiros da Agência Estadual do Meio Ambiente (CPRH).Na quarta-feira, dia 10, a Agência paralisou uma obra executada pelo município dentro de uma área de proteção ambiental no Parque Camará, no bairro de Aldeia, na Região Metropolitana do Recife. A CPRH assegura que a intervenção é irregular e ameaça uma nascente do Rio Beberibe.

A Prefeitura chegou a desmatar cerca de 600 metros quadrados de Mata Atlântica, onde estavam espécies nativas, segundo a CPRH. Os agentes florestais da Agência foram ao local embargar a obra e foram desrespeitados pelos administradores da Prefeitura. Além do embargo da obra, foram emitidos três autos de infração, sendo dois contra a prefeitura, totalizando multas de R$ 14.081,26, e outro contra o próprio prefeito Demóstenes Meira, de R$ 10 mil, por "criar obstáculos à fiscalização".

A obra foi denunciada pelos moradores. A CPRH constatou o desmate e o descumprimento da legislação ambiental, já que a obra foi iniciada sem licenciamento. Eles pararam, mas depois o prefeito anunciou que só faria isso com uma ordem judicial. O descumprimento foi agravado pelo fato de o local fazer parte da Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe, da Área de Proteção de Mananciais; e Área de Preservação Permanente. O local abriga a nascente do Rio Pacas, um afluente do Rio Beberibe.

"É um absurdo, a prepotência e falta de respeito do prefeito de Camaragibe, que além de destratar os funcionários da CPRH, ignora o fato de que está desmatando uma área ambiental preservada, sem qualquer respeito à natureza e ao trabalho dos órgãos de proteção. O sindicato repudia veementemente tal ação", declarou Adailton Melo, presidente do Sintape.

Diretoria Sintape

0 Comentários

Deixe o seu comentário!